Bebê preguiça órfã é alimentada por voluntária.
Bebê preguiça órfã é alimentada por voluntária.

Bibliografia em português sobre a situação dos animais na natureza

BONNARDEL, Y. Para acabar com a ideia de Natureza, e reatarmos com a ética e a política. 20 fev. 2009. Pensata Animal. Disponível em: http://www.pensataanimal.net/index.php?option=com_content&view=article&id=239:para-acabar-com-a-ideia&catid=119:yvesbonnardel&Itemid=1. Acesso em: 29 mar. 2016.

BONNARDEL, Y. Quem vai à caça não perde o lugar. 19 jan. 2009. Pensata Animal. Disponível em: http://www.pensataanimal.net/arquivos-da-pensata/119-yvesbonnardel/232-quem-vai-a-caca. Acesso em: 29 mar. 2016.

BONNARDEL, Y. Contra o apartheid das espécies. Sobre a predação e a oposição entre ecologia e liberação animal. 14 dez. 1996. Cahiers Antispecistes. Disponível em: http://www.cahiers-antispecistes.org/spip.php?article293#nh2. Acesso em: 29 mar. 2016.

BONNARDEL
, Y. A predação, símbolo da Natureza. 14 dez. 1996. Cahiers Antispecistes. Disponível em: http://www.cahiers-antispecistes.org/spip.php?article298. Acesso em: 29 mar. 2016.

BONNARDEL, Y. Coelhos sem documentos, 14 dez. 1996. Cahiers Antispecistes. Disponível em: http://www.cahiers-antispecistes.org/spip.php?article298. Acesso em: 29 mar. 2016.

CUNHA, L.C. O princípio da beneficência e os animais não-humanos: uma discussão sobre o problema da predação e outros danos naturais. Ágora. Vol. 30, nº 2, p. 99-131. 2010. Disponível em: http://dspace.usc.es/bitstream/10347/7399/1/101-133.pdf. Acesso em: 29 mar. 2016.

CUNHA, L.C. A visão de que o fato de uma prática ser natural justifica essa prática. 18 jun. 2014. Anda. Disponível em: http://www.anda.jor.br/18/06/2014/a-visao-de-que-o-fato-de-uma-pratica-ser-natural-justifica-essa-pratica. Acesso em: 29 mar. 2016.

CUNHA, L.C. Sobre danos naturais. 30 ago. 2013. Mas alla de la especie. Disponível em: https://masalladelaespecie.files.wordpress.com/2011/01/luciano-carlos-cunha-sobre-danos-naturais.pdf. Acesso em: 30 mar. 2016

CUNHA, L.C. Sobre as diferenças entre antiespecismo e ecologismo. 7 abr. 2014. Olhar Animal. Disponível em: http://www.olharanimal.org/opiniao/luciano-carlos-cunha/711-sobre-as-diferencas-entre-anti-especismo-e-ecologismo. Acesso em: 30 mar. 2016.

DAVIDOW, B. Por que a maioria das pessoas não se importa com o sofrimento dos animais selvagens. 27 jan. 2016. Pensata Animal. Disponível em: http://www.pensataanimal.net/pensadores/121-autores-diversos/423-por-que-a-maioria-das-pessoas-nao-se-importa-com-o-sofrimento-dos-animais-selvagens. Acesso em: 29 mar 2016.

DAWKINS, R. A função de utilidade de Deus. O rio que saía do Éden. 1995. Disponível em: http://perspectiva-animal.org/wp-content/uploads/2016/03/Richard-Dawkins-O-Rio-Que-Saia-Do-Eden.pdf. Acesso em: 29 mar. 2016.

DAWRST, A. Devemos intervir na predação? 27 set. 2009. Pensata Animal. Disponível em: http://www.pensataanimal.net/painel/328-alan-dawrst. Acesso em: 29 mar. 2016

FARIA, C. Sobre o bem de tudo e de todos: a conjunção impossível entre ambientalismo e libertação animal. Ágora. Vol. 30, nº 2., p. 27-41. 2011. Disponível em: https://dspace.usc.es/bitstream/10347/7392/1/29-43.pdf. Acesso em: 29 mar. 2016

HORTA, O. O problema do mal natural: bases evolutivas da prevalência do desvalorRevista Brasileira de Direito Animal. Vol. 10, p. 111-135. 2015. Disponível em: http://www.portalseer.ufba.br/index.php/RBDA/article/view/15299. Acesso em: 29 mar. 2016.

HORTA, O. Desvalor na natureza e intervenção. 11 mai. 2015. Olhar Animal. Disponível em: http://www.olharanimal.org/opiniao/oscar-horta/5641-desvalor-na-natureza-e-intervencao. Acesso em: 29 mar. 2016

MILL, J.S. Sobre a Natureza. 10 abr. 2015. Contragaia. Disponível em: https://contragaia.wordpress.com/2015/04/10/john-stuart-mill-sobre-a-natureza/. Acesso em: 29 mar. 2016.

OLIVIER, D. Por que eu não sou ecologista. 7 jun. 1993. Cahiers Antispecistes. Disponível em: http://www.cahiers-antispecistes.org/spip.php?article300. Acesso em 29 mar. 2016.

OLIVIER, D. A natureza não escolhe.  14 dez. 1996. Cahiers Antispecistes. Disponível em: http://www.cahiers-antispecistes.org/spip.php?article388. Acesso em: 29 mar. 2016

PEARCE, D. Um estado de bem-estar para elefantes. Custos e aspectos práticos da assistência médica ampla a elefantes africanos livres. 4 fev. 2016. Olhar Animal. Disponível em: http://www.olharanimal.org/opiniao/10899-david-pearce-um-estado-de-bem-estar-para-elefantes-custos-e-aspectos-praticos-da-assistencia-medica-ampla-a-elefantes-africanos-livres. Acesso em 29 mar. 2016. Acesso em: 29 mar. 2016

PEARCE, D. Reprogramar predadores. 2009. The Abolitionist Project. Disponível em: http://www.abolitionist.com/reprogramming/portugues/index.html. Acesso em: 29 mar. 2016.

REESE, J. Os animais selvagens sofrem com doenças, ferimentos e fome. Nós devemos ajudar. 1 fev. 2016. Olhar Animal. Disponível em: http://www.olharanimal.org/opiniao/10813-os-animais-selvagens-sofrem-com-doencas-ferimentos-e-fome-nos-devemos-ajudar. Acesso em: 29 mar. 2016

SAPONTZIS, S. Salvando o coelho da raposa. Ago. 2010. Pensata Animal. Disponível em: http://www.pensataanimal.net/component/content/article?id=358:salvando-o-coelho-da-raposa-1. Acesso em: 29 mar. 2016

TOMASIK, B. Por que veganos devem se importar com o sofrimento dos animais selvagens. Olhar Animal. Disponível em: http://www.olharanimal.org/opiniao/358-brian-tomasik/5558-por-que-veganos-devem-se-importar-com-o-sofrimento-dos-animais-selvagens. Acesso em 29 mar. 2016.

TOMASIK, B. A importância do sofrimento dos animais selvagens. 14 set. 2015. Altruísmo Eficaz. Disponível em: http://altruismoeficaz.com.br/2015/09/14/a-importancia-do-sofrimento-de-animais-selvagens/. Acesso em 29 mar. 2016.

VINDING, M. A ilusão conservacionista. 5 fev. 2016. Olhar Animal. Disponível em: http://www.olharanimal.org/noticias/374-opiniao/magnus-vinding/10900-a-ilusao-conservacionista. Acesso em: 29 mar. 2016.

ZABKA, J. O inferno. 26 abr. 2013. Anda. Disponível em: http://www.anda.jor.br/26/04/2013/o-inferno. Acesso em: 29 mar. 2016.

Bibliografia em português sobre o especismo

CUNHA, L.C. O que é especismo? 21 mar. 2014 Olhar Animal. Disponível em: http://www.olharanimal.org/opiniao/luciano-carlos-cunha/616-o-que-e-especismo. Acesso em: 30 mar. 2016

CUNHA, L.C. Por que temos o dever de dar igual consideração aos animais não-humanos e as implicações práticas desse deverEducação e Cidadania. n. 12, p. 16-41. 2012. Disponível em: http://seer.uniritter.edu.br/index.php/educacaoecidadania/article/view/535/319. Acesso em: 30 mar. 2016.

HORTA, O. Levando a sério a consideração moral dos animais: Para além do especismo e o ecologismoEducação e Cidadania. n. 14, p. 55-81. 2012. Disponível em: http://seer.uniritter.edu.br/index.php/educacaoecidadania/article/view/537. Acesso em: 29 mar. 2016

HORTA, O. Um argumento contra o especismo. 4 abr. 2014. Olhar Animal. Disponível em: http://www.olharanimal.org/opiniao/oscar-horta/684-um-argumento-contra-o-especismo. Acesso em: 29 mar. 2016.

Veja também:

Especismo
. In: Ética Animal. Disponível em: <http://www.animal-ethics.org/especismo-pt/>. Acesso em 23 abr. 2016.

Argumentos contra o especismo. In: Ética Animal. Disponível em: <http://www.animal-ethics.org/argumentos-especismo-pt/>. Acesso em 23 abr. 2016.

Outros recursos

Ética Animal – em português – especismo, interesses dos animais não humanos e senciência. “Ética Animal foi formada para fornecer informações e promover discussões e debates sobre questões da ética animal, e para fornecer referências aos defensores dos animais. Informações detalhadas a respeito da situação dos animais não humanos, assim como os argumentos para defender-los nem sempre estão disponíveis, temos, portanto, a intenção de fornecê-los a todas pessoas que queiram ajudar os animais não humanos.”

              
Agradecimentos a 
Luciano Carlos Cunha e Ricardo Torres pela colaboração nesta seção.